Nota Biográfica

AuthorAutor: Valton Miranda   

Valton de Miranda Leitão, nascido em Teresina – Piauí, em novembro de 1939, foi fortemente influenciado pelo ambiente telúrico da sua infância. A educação humanística na Escola Marista de Fortaleza imprimiu na sua mente a marca da contradição entre a religião, a desigualdade social e a resultante idealização destes elementos na leitura juvenil de Érico Veríssimo.

Tornou-se médico pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará em 1966. A formação em psiquiatria e psicoterapia psicanalítica foi realizada na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Durante a vida universitária integrou-se ao movimento estudantil, transformando-se em militante de esquerda socialista respeitado por sua coerência e pela permanente produção intelectual.

Ao longo dos anos da Ditadura Militar lutou clandestinamente contra o regime, participando de várias organizações políticas. A produção no âmbito da psicanálise procura vincular a compreensão psicanalítica ao entendimento do fenômeno político e da cultura. Os livros e trabalhos publicados abordam questões que entrelaçam a psicanálise, a sociologia e a filosofia. Sua tese sobre a paranóia como motor do processo político tem sido motivo de conferências e debates, dentro e fora do Ceará.

Recebeu vários títulos, tais como o de Cidadão Cearense outorgado pela Assembléia Legislativa do Estado, a Medalha Boticário Ferreira concedida pela Câmara Municipal de Fortaleza, a Medalha Renascença pelo Governo do Estado do Piauí, o título de Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal do Ceará e é membro honorário da Academia Cearense de Medicina.

É psicanalista do Grupo de Estudos Psicanalíticos de Fortaleza, filiado à Associação Internacional de Psicanálise (Londres) e Coordenador da Escola de Psicoterapia Psicanalítica de Fortaleza, integrada ao Grupo Educacional Farias Brito.

Ao longo dos últimos vinte anos, como psicanalista e militante político, escreve com regularidade para a imprensa local, em que predomina a crítica ao sistema dominante e a análise ensaística do fenômeno psicológico humano. Sua postura política polêmica, mas sempre coerente com suas concepções de base marxista e ancoradas num sólido conhecimento da Teoria Psicanalítica lhe granjearam o respeito de amigos e inimigos, psicanalistas e políticos.

É casado com Vanda Magalhães Leitão, professora doutora da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Ceará, com quem tem quatro filhos, todos envolvidos nas lides intelectuais.

1 comentário em “Nota Biográfica”

  • Val   9 de março de 2013 15:31

    Olá companheiro Valton de Miranda Leitão, com satisfação tenho lido seu blog. Boa cabeça e bom coração. Parabéns.

Postar comentário

• Comentem as matérias, façam sugestões, elogios ou mesmo reclamações, troquem idéias, este é o lugar para opinar!

• Todo e qualquer tipo de comentário contendo ataques pessoais, expressões chulas e/ou ofensivas será sumariamente DELETADO.

• Os comentários aqui exibidos não necessariamente refletem as opiniões do Blog.