0

LUTO

AuthorAutor: Valton Miranda   

Prezados colegas, amigos e companheiros

Ainda abalado por essa notícia terrível da morte de Eduardo Campos, quero dividir com vocês, meu profundo pesar e minha compreensão de que, o Brasil perde um dos seus melhores filhos e um dos mais capazes personagens na difícil e complicada prática da política.
Convivi durante anos com Miguel Arraes, seu avô e mestre, dentro do PSB, partido que ajudei a fundar juntamente com Roberto Amaral, Antonio Houaiss, Jamil Hadd e o próprio Arraes.
A política tem para mim, uma dimensão que transcende o corriqueiro e o mesquinho que costuma grassar no senso-comum que não consegue vê-la como a mais importante atividade da vida comunitária.
Aristóteles já dissera na antiga Grécia que é próprio do humano ser um zon politiko. Os grandes pensadores políticos que se seguiram a Aristóteles, perceberam que dentro da sua complexidade existia a constante participação da mentalidade coletiva ao lado dos ideais transformadores que alimentam as esperanças da humanidade.
A vida política é feita, como dizia Maquiavel, da agressividade do leão, da astúcia da raposa, mas também da profunda sabedoria do centauro Quiron. Os pensadores políticos tentam combinar todos esses complexos elementos com uma ética capaz de remeter ao profundo compromisso com a comunidade e o povo.
A morte do neto de Miguel Arraes, Eduardo Campos, um jovem promissor, talentoso e ousado, mas também decente e comprometido com a vida pública, deixa o pensador psicanalítico e político, profundamente sofrido, com perda tão grande, porque via nele essa difícil combinação de virtudes.
Não se trata de um desabafo, mas de um pequeno lamento, por escrito, para alguém com quem convivi e cujo comportamento respeitava, enquanto pessoa humana e homem público.
Não iria acompanhá-lo na empreitada presidencial, porque divergia quanto ao caminho que o partido que fundei juntamente com seu avô, estava tomando neste momento da história brasileira, mas isso, não me impede de colocar diante do altar da tragédia, da família, da política e do país o meu mais profundo respeito por este jovem, notável político.

Sinceramente, espero que o trágico, como nas peças de Sófocles e Aristófanes, sirva de base para o aprimoramento da vida democrática do nosso país. 

Postar comentário

• Comentem as matérias, façam sugestões, elogios ou mesmo reclamações, troquem idéias, este é o lugar para opinar!

• Todo e qualquer tipo de comentário contendo ataques pessoais, expressões chulas e/ou ofensivas será sumariamente DELETADO.

• Os comentários aqui exibidos não necessariamente refletem as opiniões do Blog.