0

O AVANÇO ANTICIVILIZATÓRIO

AuthorAutor: Valton Miranda    CategoryMarcadores: , , , , ,



O recente livro de Yuval Harari (Homo Deus - Uma Breve História do Amanhã), mostra contundentemente como a internet, a automação e o desenvolvimento da inteligência artificial ameaçam a vida civilizada no planeta.
O autor afirma que a ameaça vem da plutocracia comunicacional instalada no facebook, no whatsapp e no Google, construindo uma cultura do não-saber e do embrutecimento emocional. Harari é um historiador que não examina a estrutura do processo histórico, portanto sua obra não é analítica.
Tal inversão na qual a comunicação dirigida e o direito apropriado pela cultura massificada do consumo caminha na contramão do processo civilizatório e é a negação do direito do homem. Cientistas notáveis como Stephen Hawking aplaudiram o bem documentado livro de Harari.
O professor Moniz Bandeira mostra na sua vasta produção como o mercado do capital comandado pelos E.U.A. dirige esse processo de barbarização planetária que tenta estender seus tentáculos mais firmemente na América Latina, principalmente na Argentina, Brasil e México.
O dispositivo dessa estúpida racionalidade tecnológica somente avança porque o sistema judiciário está a serviço da inversão de valores, criando a falsa impressão de um progresso cultural, quando na verdade estamos empobrecendo aceleradamente material e espiritualmente a humanidade.
No Brasil 46 ultra bilionários, 10.300 multimilionários e 220 mil milionários usufruem  de privilégios injustos e agora crescentemente com os novos dispositivos de ajustamento fiscal contra a grande maioria de trabalhadores, servidores assalariados que mergulham na pobreza.
O Direito não cria civilização e cultura, mas são estes dispositivos que dão origem à norma geral e a constituição, portanto, é a política que comanda a soberania e o poder estatal. A débil estrutura democrática se sustenta apenas quando política, polícia e lei não se confundem, mas cooperam.
O microcosmo cearense deu excelente exemplo dessa visão civilizatória que não adere à cultura do porrete, quando instalou uma unidade prisional exclusiva para a população LGBT, idosos e pessoas em cumprimento da Lei Maria da Penha, na gestão Hélio Leitão. Por este fato recebeu o justo prêmio da Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República (infelizmente sob o comando do energúmeno Temer, que entrará para a história como medíocre conspirador).
O Ceará dá o exemplo de caminho civilizatório, pois o combate à violência exige o ajustamento sistêmico de medidas coercitivas, judiciais e educacionais. Esse foi o projeto de Beltrame no Rio de Janeiro, que agora infelizmente está sendo desmantelado.
O Brasil faz parte do novo expansionismo do capital especulativo no mundo abençoado com a eleição de Trump que incrementará a pobreza e aumentará a fome, mas utiliza uma nova estratégia de guerra, quebrando economias nacionais, usando o sistema jurídico-político.

Essa é a fórmula anti-civilizatória operacionalizada pelo mercado capitalista que o falecido sábio Zygmunt Bauman criticou com dureza e brilho exemplar.

Postar comentário

• Comentem as matérias, façam sugestões, elogios ou mesmo reclamações, troquem idéias, este é o lugar para opinar!

• Todo e qualquer tipo de comentário contendo ataques pessoais, expressões chulas e/ou ofensivas será sumariamente DELETADO.

• Os comentários aqui exibidos não necessariamente refletem as opiniões do Blog.